7 Dicas Matadoras para um e-mail marketing eficiente

O email marketing é uma excelente ferramenta para gerar relacionamento e conversões. O disparo de uma campanha funciona da seguinte maneira: O público interessado em um assunto (segmentado) disponibiliza sua conta de e-mail para o envio de materiais de qualidade, que visão informar e educar o leitor com objetivo de transformá-lo em um prospect. Há um consentimento para que esse material seja enviado, gerando uma audiência interessada no conteúdo.

O lado mais interessante  do e-mail marketing, é que ao contrário do spam, os assinantes podem cancelar a assinatura da Newsletter a qualquer momento, tornando-o livre para consumir o conteúdo até onde seja interessante, o que colabora para construir uma imagem automaticamente positiva da empresa.

Para montar uma campanha sólida de e-mail marketing, capaz de transformar um lead em consumidor é necessário possuir uma base qualificada, por isso separamos 7 dicas eficientes para você começar uma nova campanha e ter ainda mais resultados.

1- Nunca compre listas de e-mails

Algumas empresas disponibilizam este tipo de lista “pronta” para a entrega de e-mails em uma determinada campanha, parece o caminho mais fácil a percorrer, mas na maioria das vezes não é o melhor.

Comprar uma lista de e-mails significa ter uma lista “comprometida”, já que não há nenhum tipo de segmentação, uma série de destinatários desqualificamos com chance mínima de retorno. Além disso temos alguns pontos “éticos” a serem considerados:

  • E-mails não autorizados são considerados como interrupção, muito mal visto entre os assinantes de newsletter;
  • Seus e-mails podem ser considerados como spam e manchar o nome da empresa na internet;
  • Caso sua mensagem seja marcada como Spam, você terá o contato perdido por tempo indefinido, o que pode manchar a reputação do servidor, prejudicando a entregabilidade de outras campanhas.

2- Atente-se as imagens da campanha

Como dizem: “uma imagem diz mais que mil palavras”, certo? O texto do e-mail é definitivamente crucial e deve ser de extrema qualidade para que o seu público se interesse pela leitura, mas querendo ou não a imagem que vem no corpo do texto é para onde os olhos se voltam pela primeira vez. Por isso, devemos escolher uma imagem de alta qualidade, de preferência para imagens sem direitos autorais ou de propriedade da empresa e por fim, que chame atenção do leitor introduzindo a ele o assunto irá ser tratado.

É comum que alguns serviços, por padrão, bloqueiem essas imagens, por consequência, o rendimento do disparo pode cair muito. Para que isso não aconteça é interessante configurar mais de uma imagem no e-mail ou então usar recursos como links nas imagens, usar alt tags nas imagens com textos que descrevam a figura e evitar formatos muito pesados, diminuindo a lentidão na hora do carregamento.

3- Segmente seu público por interesses

Para garantirmos a qualidade da campanha de e-mail marketing, aumentar a precisão da mensagem e falar diretamente com quem precisa receber aquelas informações é necessário segmentar.

Para isso, possuímos diversos recursos auxiliares para tornar a segmentação ainda mais precisa, como criar personas para cada assunto, falando diretamente com o público alvo adequando a linguagem e posicionamento.

Outra maneira muito interessante de tornar o assunto mais próximo do leitor é usar os próprios especialistas da empresa de acordo com área de atuação para solucionar as dúvidas dessas pessoas, isso faz com que o leitor se sinta perto de quem está falando, gerando um relacionamento “amigável” com a empresa e por consequência aumentando o interesse na campanha de e-mails. Um exemplo bem interessante é usar os profissionais da area de vendas, RH ou marketing da empresa para falar a respeito de gestão de pessoas, motivação empresarial, estratégias para aumento de vendas e por ai vai.

Por fim, uma maneira clássica e muito usada para a segmentação é enviar e-mails para uma pessoa a partir de links que o lead clicou anteriormente, tornando muito mais fácil a identificação de interesses e mais eficiente a qualificação do mesmo.

4- Descubra a frequência certa de envios para o seu público

A frequência como que os e-mails devem ser enviados ainda é um fator muito variável, que depende diretamente do assunto, público, faixa etária, serviço e a “demanda” de dúvidas que surgem ao longo do caminho quando um cliente ou lead busca por informações.

Este item é o grande fator decisivo para a relevância do engajamento com a sua lista. O excesso de e-mails pode causar incomodo por exemplo, fazendo que boa parte dos leads ignore esses e-mails ou cancele sua assinatura. Já a falta de e-mails não gera nenhum tipo de proximidade com seu lead e sim estranheza ao envio da mensagem “esporádica”.

Para definir uma quantidade ideal de envios separamos alguns itens que podem te ajudar nessa tarefa:

  • A primeira etapa pode ser fazer um teste de frequência com seu público durante pelo menos dois meses, fazendo o envio periódico a cada 15 dias e ver como seus leads respondem.
  • Uma outra dica interessante é montar um calendário de envio de e-mails para gerenciar os disparos e os intervalos entre eles.
  • Definir pautas de acordo com cliques em links dentro do site
  • Acompanhar as taxas de abertura dos e-mails, e fazer as seguintes perguntas: Quais assuntos foram mais bem aceitos? O que o meu público quer ler? Com qual frequência?
  • Atentar-se para dia e horário, preze por momentos em que seu público possa estar com a caixa de e-mails aberta e possa interagir com a mensagem.

5- Não envie um e-mail sem autorização

“Invadir” a caixa de e-mails de alguém com um conteúdo que pouco lhe importa não trará resultado algum a sua empresa. Como já foi dito, a empresa será facilmente taxada como spanner e mau vista por esses leitores.

Trabalhe com seu público, envie mensagens relevantes, engaje usando o famoso recurso do storytelling, onde o conteúdo se transforma em história e se aproximo o máximo do seu público, como se estivesse contando uma experiência pessoal para de alguma maneira ajudar o leitor a solucionar problemas do dia a dia.

6- Preste atenção a formatação e de layout do e-mail

Um dos fatores que diferencia o e-mail marketing do spam, também é o visual!

Ainda recebemos e-mails mal formatados, com características normalmente ligadas ao spam, como fontes em caixa alta, excesso de negrito, sublinhados e caracteres em vermelho. Por isso é importante nos atentarmos a estes detalhes e evitar algumas práticas que podem deixar o visual carregado e pouco atrativo.

7- Acompanhe as métricas

Uma das etapas mais importantes e cruciais para uma campanha de e-mail marketing eficiente é analisar as métricas.

Essa é a hora de diagnosticar problemas, oportunidades e melhorias que podemos fazer antes e na hora do disparo dos e-mails. Por exemplo, taxas de abertura baixa podem indicar algum problema no horário dos disparos, o próprio assunto ou a qualidade dos envios. Já a taxa de cliques pode indicar problemas com a qualidade do conteúdo ou mesmo da segmentação da mensagem.

Conclusão

Antes de iniciarmos uma campanha muitos pontos devem ser considerados e analisados. O planejamento deve ser uma etapa a ser realizada antes do inicio dos envios, o que facilitará a definição dos objetivos, assuntos, público e até mesmo a frequência.

Considere se o seu site está pronto para esta etapa, como ele irá lidar com a geração de leads e não esqueça de incluir um conteúdo adaptável para dispositivos móveis na campanha para otimizar resultados e concretiza-los na hora dos disparos.