Como fazer sua empresa crescer: 5 erros que estão te impedindo!

Como fazer sua empresa crescer

“Se você está fazendo sua empresa andar, quem está fazendo ela crescer?”

Pare e pense um pouco a respeito desta frase. Quantas vezes você já não se pegou apagando incêndios e solucionando conflitos dentro do seu negócio,  gastando o seu precioso tempo com atividades improdutivas e que não trazem resultados?

Muitas vezes o empreendedor acaba se perdendo em atividades como estas e deixando de dedicar o esforço necessário naquelas atividades que são cruciais para que o negócio se desenvolva.

Mais do que isso, muitos sequer sabem a real importância do crescimento para garantir o sucesso do negócio.

Se a sua empresa não cresce, ela está literalmente morrendo aos poucos. Isso porque,  se as pessoas que estão dentro da sua empresa não tiverem “espaço” para crescer, elas irão embora, criando um ciclo em que os melhores se vão,  e os piores permanecem.

Como consequência, a qualidade dos processos caí, a satisfação do cliente diminui e o resultado financeiro segue na mesma direção.

Em resumo, se a sua empresa não cresce, mesmo que você não saiba, ela está diminuindo de tamanho.

Nós preparamos este post com os 5 erros mais cometidos pelos empreendedores e que talvez estejam impedindo a sua empresa de crescer.

Confira abaixo:

5 erros que impedem o crescimento de pequenas empresas

Erro número 1 – Falta de planejamento estratégico

O planejamento estratégico serve para responder 3 perguntas:

  • Onde estamos?
  • Para onde queremos ir?
  • Como vamos chegar lá?

É um exercício extremamente importante para qualquer organização, mas infelizmente é um dos mais subestimados.

Um bom planejamento estratégico deve conter:

  1. Objetivos estratégicos do negócio
  2. Definição de estratégias
  3. Um mapa dos indicadores para acompanhamento dos resultados
  4. Metas
  5. Um programa das ações que serão realizadas.

Mesmo sendo tão importante, o planejamento estratégico é extremamente sub-valorizado.

Isso acontece porque na maioria das vezes ele acaba ficando no papel, e dificilmente as empresas acabam acompanhando os objetivos; ou por falta de indicadores, ou por falta de controle dos números da operação.

Procure ferramentas que possam lhe auxiliar e utilize planilhas para acompanhar cada um dos indicadores dos respectivos objetivos do seu plano estratégico.

 

Erro número 2 – Má gestão financeira

Com certeza profissionalizar a gestão financeira aqui na Midhaus foi um grande passo para que nós pudéssemos crescer de forma considerável em pouquíssimo espaço de tempo.

Trace metas para os principais indicadores financeiros do seu fluxo de caixa e desenvolva um planejamento orçamentário para um período de no mínimo 6 meses.

Utilize-o para guiar os gastos da sua empresa, controlando os custos e os investimentos de acordo com o orçado.

Ao fazer isso, desde que a empresa atinja as metas de faturamento, você irá garantir a lucratividade do negócio, e poderá utilizar a geração de caixa positivo como combustível para o crescimento da empresa.

Se você pretende crescer, não negligencie os investimentos, se você tem projeções de faturamento otimistas, se você quer vender mais, saiba que o investimento é fundamental. O ideal é que seu percentual de investimento (e aqui entram os custos de marketing) fiquem na casa dos 5-10% do seu faturamento bruto. Uma empresa que quer crescer, precisa investir.

 

Erro número 3 – Má gestão comercial

Uma boa gestão comercial começa a partir de um processo comercial claro. Aqui na Midhaus nós utilizamos um modelo de canvas onde organizamos na horizontal as etapas do processo (primeiro contato, diagnóstico, apresentação de proposta, negociação, fechamento) e na vertical as dimensões e atributos em cada uma das etapas, são elas:

 

  • Objetivo: Qual é o motivo desta etapa existir? O que deve ser realizado aqui? Na etapa de apresentação de proposta por exemplo, o vendedor precisa elaborar e apresentar a proposta comercial.
  • Requisito: Quais são os requisitos que o lead precisa possuir para avançar para a próxima etapa? Existe alguma limitação de orçamento? É necessário realizar uma verificação de crédito ou consulta de negativação?
  • Ferramentas: Quais são as ferramentas utilizadas nessa etapa do processo? Exemplo: CRM de vendas, telefone, e-mail, whatsapp, etc…
  • Tempo de estagnação: Quanto tempo um lead deve ficar nesta etapa?
  • Motivo de perda: Quais são os motivos que normalmente levam uma oportunidade a ser perdida nesta etapa? Exemplo: Orçamento, Concorrência? Necessidade pelo produto? Qualidade do atendimento?
  • Taxa de conversão: Qual a taxa de avanço esperada nesta etapa? 10%, 20%, 30%, 60%?
  • Meta de avanço: Em números absolutos, quantos leads nós queremos avançar para a próxima etapa para atingirmos as metas comerciais?

Você conhece todas as etapas do seu processo comercial? Possui ações e objetivos claros para cada etapa? Elas tem um responsável definido? Você tem metas para cada etapa?

“Não ter um controle minucioso do seu processo comercial é a receita de bolo para o fracasso.”

 

Erro número 4° – Falta de priorização das atividades do sócio

Um dos problemas mais graves nas micro e pequenas empresas, está relacionado com as atividades realizadas pelos sócios do negócio.

Quando uma empresa está começando, é natural os sócios dividirem grande parte das atividades do negócio, sendo a maioria delas atividades operacionais.

Contudo, à medida que o negócio começa a crescer as energias dos sócios passam a ser requisitadas na condução das atividades estratégicas do negócio. E é aí que a maioria dos empreendedores acabam enfrentando dificuldades.

Isso porque acredita, pelo menos em um primeiro momento, que será muito difícil que outra pessoa venha a atingir os padrões de qualidade que ele estabeleceu, e com isso, acaba acumulando atividades de baixa competência e baixa complexidade, ou seja, atividades que essencialmente deveriam ser delegadas a outras pessoas dentro da empresa.

Além disso, não é incomum ver sócios com anos de empresa dedicando tempo para atividades, como emissão de boletos, pagamento de contas, compras e manutenção do escritório/ambiente de trabalho.

Priorize suas atividades em níveis de acordo com a complexidade e competência necessária. O sócio deve se ocupar em pelo menos 70% das atividades realizadas, com ações de alta complexidade e alta competência, deixando as de baixa complexidade e baixa competência para outros colaboradores.

 

Erro número 5 –  Não construir ativos de marketing

Construir ativos de marketing é algo indispensável para que sua empresa possa crescer de forma escalável, sem que necessariamente tenha que investir cada vez mais em mídias pagas.

Estes ativos são investimentos que ao serem feitos uma vez, continuam gerando retorno para sua empresa ao longo do tempo.

Alguns exemplos de ativos de marketing: sua marca, os conteúdos publicados em seu blog ou website, sua lista de e-mails, seus seguidores nas redes sociais.

Estes ativos, se gerenciados da maneira correta, continuaram gerando oportunidades para você ao longo do tempo, e com isso, você conseguirá gerar demanda de maneira recorrente e com isso criar escala.

 

O que falta para sua empresa crescer?

Tenha em mente que se você crescer 10% todos os meses, sua empresa irá crescer mais de 3x em 3 anos.

Eu tropecei muito até descobrir o caminho certo e isso com certeza me custou muito dinheiro. Porém, isso me fortaleceu e me inspirou ainda mais a cumprir minha missão como empreendedor.

Meu objetivo é ajudar empresas a não cometerem os erros que eu cometi. Caso você queira saber como nós podemos ajudá-lo, você pode clicar neste link.